3 formas criativas de estimular a inovação na sua empresa

“Não faz sentido contratar pessoas inteligentes e depois dizer-lhes o que fazer. Contratamos pessoas inteligentes para que elas possam nos dizer o que fazer”, afirma Steve Jobs. E é exatamente isso que muitas empresas fazem: ao invés de incentivar o intraempreendedorismo, na maioria das vezes, elas impõem o que tem que ser feito e acabam desestimulando, reprimindo ou até penalizando funcionários que têm insights criativos.

Esse tipo de atitude é muito ruim para a marca, pois ela pode perder a chance de fazer sucesso com algo que realmente pode ser interessante e inovador. Lembre-se que muitas conquistas surgem de uma boa ideia.  

Para evitar que isso aconteça e que sua empresa nas perca grandes oportunidades, estimule a proatividade, dê ouvidos aos seus subordinados, deixe que eles se expressem, troque ideias e também os dê um feedback. Impeça que em seus negócios tenham apenas pessoas dispostas a seguirem ordens. Tenha funcionários com visão empreendedora, que funcionam e dão resultados.

Veja, a seguir, 3 dicas criativas de ser e estimular a inovação na sua empresa:

 

1 – Seja curioso

“A curiosidade é a verdade e o caminho da vida criativa; é o alfa e o ômega, o início e o fim. Além disso, é acessível a todos.” Essa afirmação é de Elizabeth Gilbert, no livro “Grande Magia – Vida criativa sem medo”. Uso essa citação para destacar o quanto é importante ser curioso. E como a escritora afirma: qualquer um pode ser curioso.

Quando você pesquisa, pergunta e questiona, você desenvolve alguns músculos e treina o cérebro. Por isso, não fique na dúvida, corra atrás das questões que respondam suas perguntas. Não se contente com o óbvio, tente encontrar mais de uma solução para cada problema.

Lembre-se que inovação não precisa ser necessariamente algo novo. Ela pode vir apenas de uma simples adaptação. Ser curioso é também ser corajoso. Portanto, converse com seus funcionários e deixe que eles falem também.

 

2 – Não tenha pressa

Maturar uma ideia pode levar tempo. Enquanto isso acontece, faça uma avaliação das ideias antigas, experimente novas combinações. Reúna todos os envolvidos no projeto, por exemplo, e veja qual ideia pode ser acrescentada. E, principalmente se desprenda de conceitos que deixam as ações estagnadas. Não tenha medo de agregar ou descartar o que não funciona.  

 

“A sorte favorece apenas a mente treinada”,

Louis Pasteur

 

3 – Esteja seguro

Para praticar a inovação é preciso estar certo do processo e convencer os demais envolvidos. Para isso, é necessário adquirir confiança,  o que conseguirá através de muito estudo sobre o assunto. É fundamental que você seja um conhecedor da questão e saiba dividi-la com outros. Só assim, conseguirá engajar pessoas que estejam dispostas a apoiar e a colaborar com suas ideias.

 

Agora que você aprendeu 3 formas de estimular a inovação, não perca tempo e comece já a colocá-las em prática na sua empresa ou no seu negócio. E, claro, não se esqueça de compartilhar esse post nas suas redes sociais para que outras pessoas também aprendam a ter insights criativos.

 

Sobre a autora:

Daniela de Paula    Daniela de Paula é jornalista, social media e especialista em Marketing de Conteúdo, apaixonada pela natureza, por bichos,decoração e tudo que envolve a filosofia do “faça você mesmo”.
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *