Como inserir a criatividade no seu negócio

“A criatividade dá trabalho e leva tempo. É necessário tentar, errar, continuar tentando até o dia em que dará certo”. Essa afirmação é de Fábio Zugman, autor do livro “Criatividade sem segredos”. Para ele, a criatividade é o processo de realizar algo criativo, por exemplo, criar um novo jeito de trabalhar. Já a inovação é algo criativo que já deu certo e está pronto para ser reproduzido.

Levando isso em consideração, para ter sucesso na sua empresa, é necessário que você crie e inove. Essas estratégias são fundamentais para o marketing do seu negócio. É com elas que você conseguirá se destacar, atrair clientes e, consequentemente aumentar o número de vendas.

Reconhecido por combinar criatividade com pensamento empresarial, o consultor internacional de empreendedores David Parrish afirmou, em entrevista ao portal DinheiroVivo, que “a criatividade ajuda as empresas, organizações e indivíduos a alcançarem o sucesso que merecem”. Ele, que é autor do livro “T-Shirts and Suits: A Guide to the Business of Creativity”, desenvolveu uma maneira própria de aplicação da criatividade nos negócios de forma inovadora, abordando a questão do marketing, assim como a importância das finanças, entre outros assuntos. 

Assim como o consultor inglês, que criou uma metodologia reconhecida no mundo todo para a qualificação de empreendedores culturais e criativos, você também pode ter insights geniais e  fazer com que a sua empresa se destaque no mercado. Para isso, é preciso que você desbloqueie a sua mente e deixe seu pensamento criativo fluir. Veja algumas dicas para estruturar suas ideias inovadoras:

 

Estimule o cérebro

A melhor maneira de inserir a criatividade no seu negócio é expandir seus conhecimentos. Para criar essas novas conexões, procure oxigenar o cérebro. Busque novas atividades, leia, vá ao teatro, ouça música e faça viagens sempre que puder. Indague, pois boas respostas começam com boas perguntas. Tire suas dúvidas, questione e dê sugestões.  Estude seus clientes e seus concorrentes.  Pesquise também as tendências dentro e fora do país.

 

Direcione suas ideias

Entenda o que o seu cliente precisa e use a criatividade para encontrar soluções direcionadas, que resolvam as dores dele.  A necessidade do seu público-alvo é a principal ferramenta do processo de compra, por exemplo. E a fidelização dele depende do que você vai oferecer para atender a essa questão. Faça uma pesquisa de mercado e coloque a suas ideias à prova, para saber se elas vão mesmo agradar aos seus clientes. Procure também colaboradores que estejam de acordo com o seu modelo de negócios.

 

Aprenda com outros setores

Busque inspiração em outros setores e  empresas.  Entenda como é que eles fazem e tente criar a sua maneira de solucionar os problemas do seu negócio. Escute seus funcionários e trabalhe as ideias recebidas. Sensibilize os colaboradores para a inovação e utilize ferramentas específicas para estruturar os projetos.

 

Coloque os planos em prática

De nada adianta exercitar o cérebro, entender os problemas dos seus clientes, buscar inspiração, se não colocar tudo isso em prática. Para gerar impacto e valor na sua empresa, é fundamental tirar as ideias do papel. Livre-se do comodismo, pois ele é um péssimo aliado para quem está à procura de criatividade e inovação. Veja quais são os seus desafios e trace novas metas.  Se você quer que o seu negócio seja reconhecido, está na hora de seguir esses passos para aumentar a criatividade e transformar a sua empresa.  

Agora que você já sabe da importância de ter novas ideias e estruturar as já existentes para o seu negócio não perca mais tempo e comece logo a transformação da sua vida! Aproveite também para deixar seu comentário e compartilhar o post!

 

 

Sobre a autora:

       Daniela de Paula Daniela de Paula é jornalista especialista em Marketing de Conteúdo, apaixonada pela natureza, por bichos, decoração e tudo que envolve a filosofia do “faça você mesmo”.
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *