Outubro chegou! E o que você fez de criativo este ano?

Você já parou para pensar que estamos a dois meses de 2018? E que num piscar de olhos o ano praticamente já acabou (amém)? Pois bem, essa é a minha sensação e acho que também é a de muita gente. E você? O que acha? Para responder isso, pense no que você fez ao longo desses dez meses? E aí?!

O “pré-balanço” de 2017 foi um dos assuntos das redes sociais esta semana. A hashtag #OutubroChegouEeu ficou entre os top trends do país no primeiro domingo deste mês. Muitas pessoas entraram na onda para lembrar que ainda não sabem o que fazer da vida. Os memes – uns mais divertidos que os outros – tomaram a timeline do Twitter.

Brincadeirinha ou verdade, o fato é que muita gente realmente não consegue se livrar das crenças limitantes e tocar seus projetos. E daí chega à constatação de que nada flui, nada dá certo e de que não decola rumo às realizações.

Mas por que algumas pessoas conseguem alcançar seus objetivos e outras não? Bem, eu acredito que seja por hábitos baseados no piloto automático, no desânimo, na falta de ideias ou, até mesmo, na procrastinação.

E como conquistar resultados, se você passou praticamente o ano todo alimentando hábitos estagnantes? Simples. Pare agora e trace estratégias. Ou seja, ações que farão com que realmente seus planos saiam do papel.

Como fazer isso? Não se preocupe, pois vou listar três dicas de como você pode começar a mudar os hábitos para conseguir fazer algo realmente produtivo:

 

1 – Tenha um propósito

O primeiro passo para conseguir se libertar das crenças limitantes é ter propósito. E isso vale para tudo – digo – para pessoas ou empresas. É impossível chegar a algum lugar e sentir-se realizado sem ter um propósito. Indo mais além: não é só TER um propósito, é preciso ESTAR em propósito.

Isso foi o que eu aprendi esta semana no workshop “Vida empreendedora com propósito”, de Laíze Damasceno, autora do Marketing de Gentileza (projeto já citado em outros artigos).

 

“Propósito é seguir seus valores, com foco no seu porquê; gerar negócios fazendo o que você sabe e ama; e tocar a vida, o coração das pessoas”.
Laíze Damasceno

 

2 – Tenha uma missão

Além de ter um propósito bacana, você precisa ter uma missão, o que muitas pessoas e empresas não têm. Isso também vale para a sua empresa ou projeto. Ter uma missão é como ter uma razão para viver, ou seja, é o que te faz “permanecer vivo” e atingir seu propósito.

Pense sobre isso e determine qual é a sua. Reflita sobre o que você se propõe a cumprir na sua vida ou no seu negócio. Deixe claro quais são suas responsabilidades e, principalmente cumpra-as.

 

3 – Venda sonhos

No caso de uma marca, depois de definir o propósito e a missão, não venda um produto, venda sonhos. Em outras palavras, quando oferecer algo ou um serviço, faça com seu cliente leve também a ideologia da sua marca. Tome uma posição e defenda-a.

Mas como fazer isso? Muito simples. Seja autêntico e respeite os valores da sua empresa. NÃO se venda por pouco. Valorize seus esforços e, consequentemente será recompensado por isso.

 

E aí, pronto para começar a mudar seus hábitos? Teste e depois, se possível, me conte o resultado. Ok?! E compartilhe o post nas suas redes sociais para que outras pessoas também saibam como traçar estratégias para decolar.

 

Sobre a autora:

Daniela de Paula    Daniela de Paula é jornalista, social media e especialista em Marketing de Conteúdo, apaixonada pela natureza, por bichos,decoração e tudo que envolve a filosofia do “faça você mesmo”.
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *